Com exigência de QR Code para turistas, trem volta à serra do mar no Paraná

A reabertura de Morretes (PR) para o turismo a partir desta sexta-feira (7) permitirá também a retomada das operações do trem entre Curitiba e a cidade, que serão feitas mediante um cadastro dos passageiros que inclui a criação de um QR Code.

O trem, um dos mais tradicionais passeios ferroviários do país, retomará as atividades a partir deste sábado (8) e percorrerá os trilhos pela primeira vez desde 20 de março, quando suspendeu as operações devido à pandemia do novo coronavírus.

Morretes reabriu a cidade para o turismo somente às sextas, sábados e domingos e, para passar pela barreira sanitária implantada é preciso fazer o cadastramento no site Morretes Destino Certo e gerar um QR Code, que será apresentado à fiscalização.

No cadastro, os turistas deverão especificar data de chegada e saída do município e inserir nome, documento de identidade, e-mail e telefone (os dois últimos são opcionais), além de informar o motivo da viagem.

Em seguida, terá de selecionar os locais que serão visitados e salvar o cadastro, que irá gerar o QR Code para ser apresentado nas barreiras. Os turistas também só poderão entrar na cidade utilizando máscaras e deverão respeitar o distanciamento.

O sistema está sendo utilizado para que a prefeitura controle o fluxo de turistas na cidade, que será limitado e pouco mais de 3.700 pessoas. Morretes tinha até esta quinta-feira (6) 225 casos da Covid-19, com 1 óbito.

O trem, que transporte por ano cerca de 200 mil passageiros, vai operar também com limitações devido à Covid-19, como a redução de 50% da capacidade de público, para garantir o distanciamento de 2 m entre os passageiros (exceto familiares) e também exigirá máscaras de todos. A recomendação da Serra Verde Express, que opera o trecho, é que os passageiros levem de duas a três máscaras extras para trocarem a cada três horas.

Os vagões passarão por desinfecção com um equipamento de névoa seca com nanopartículas e totem de autoatendimento com leitor de temperatura, para não ter necessidade de operador. Passageiros com temperatura acima de 37,5ºC não poderão embarcar.

No trecho entre as duas cidades, só serão usados vagões com janelas que possam ser abertas para que o ar circule. As litorinas, que têm ar condicionado e janelas fechadas, não serão utilizadas.

Curitiba a Morretes (PR)
Duração: quatro horas e 15 minutos
Trecho percorrido: 70 km
Atrações: trecho de mata atlântica e cachoeiras