Com dono ‘incerto’ após 48 anos do fim da ferrovia, estação vive ocupada em SP

Placa de identificação da estação Capeva, inaugurada em 1928 (Ricardo Benichio/Folhapress)

A Estrada de Ferro São Paulo-Minas foi uma pequena companhia ferroviária que surgiu em 1890 para atender 12 propriedades cafeeiras na região de Ribeirão Preto. Mas, embora tenha alcançado apenas 136 quilômetros de trilhos em sua extensão máxima, é pródiga em histórias, entre elas a disputa pelo controle dos imóveis após a sua extinção, como […]

Leia Mais

Invasor loteia para amigos complexo ferroviário na antiga São Paulo-Minas

Vila ferroviária da extinta estação Águas Virtuosas, em Altinópolis (Ricardo Benichio/Folhapress)

O local é de difícil acesso, não tem sinalização e, para alcança-lo, é preciso percorrer cerca de 15 quilômetros em estradas de terra, algumas em mau estado. Também não tem energia elétrica e a água só chegou após uma ligação de mais de um quilômetro de extensão ser feita com o vizinho mais próximo. Isso […]

Leia Mais

Vagões viram sucata em estações ferroviárias no interior de São Paulo

Vagões ferroviários que viraram sucata, na estação de Conchas (Marcelo Toledo/Folhapress)

Ao lado da antiga e descaracterizada estação de trens Juquiratiba, em Conchas (a 182 km de São Paulo), cerca de 20 vagões ferroviários abandonados e enferrujados dominam o cenário. Em meio a ferros retorcidos, muitos eixos e outras peças de trens sendo corroídas pelo tempo, os vagões-tanque e de transporte de animais abrigados na cidade […]

Leia Mais

Arquivo do Estado abre acervo da extinta Rede Ferroviária Federal para consulta

Imagem da estação da Luz em 1922, que integra o acervo (Arquivo Público do Estado)

Após um trabalho de oito anos para organizar a documentação, o Arquivo Público do Estado abriu para consulta o acervo iconográfico da extinta RFFSA (Rede Ferroviária Federal S.A.). São cerca de 26 mil ampliações fotográficas que integram a história paulista da antiga rede ferroviária. As imagens, que estavam em Jundiaí e num imóvel na rua […]

Leia Mais

Cidade do interior tem duas estações ‘coladas’; veja as diferenças entre elas

A antiga estação (à esq.) e a que a substituiu, em Altinópolis (Marcelo Toledo/Folhapress)

Foi comum durante o desenvolvimento das ferrovias no país a destruição de uma estação para a construção de outra. Fosse para atender a uma demanda maior de passageiros e cargas ou até mesmo devido à localização das antigas estações, as novas surgiam para representar a modernidade e proporcionar mais conforto aos usuários. Dito isso, causa […]

Leia Mais